Cases

#‎VocêNaCapa‬

Pioneira na discussão sobre a diversidade da beleza, da moda e do comportamento, a ELLE Brasil quebra paradigmas desde o seu reposicionamento comercial em 2009 e se consagra, desde então, como a revista hi low do país. Empoderando a mulher contemporânea, a marca traz para seus leitores um universo fashion, sustentada pelo espírito Zeitgeist. Diferentemente do posicionamento das publicações ELLE ao redor do mundo, no Brasil, a Editora Abril – que detêm a marca – consolidou a comunicação da revista como a interlocutora de moda vanguardista, endossada pelo mercado de luxo.

Desafio

Desejávamos fazer uma homenagem para quem está sempre do outro lado da página, o leitor, sonhando em fazer parte daquele universo. Mas mais do que nos aproximarmos dele, precisávamos empoderá-lo. Porém, como começar essa história e uma tendência na mídia?

Além do questionamento sobre como começar um movimento nas mídias sociais, maio de 2015 foi também o mês de aniversário da revista concorrente da ELLE, que comemorava 40 anos no Brasil e trazia na capa a übermodel Gisele Bundchen e uma série de comemorações no mês.

Como a revista ELLE entraria, então, na conversa dos consumidores deste conteúdo e universo de moda, beleza e comportamento?

 

Solução

Relembrar o posicionamento da ELLE Brasil, criar uma conversa digital sobre a marca durante o mês de maio e retomar uma conversa entre a marca e os veículos de trade.

Junto com a direção de marketing e editorial desenhamos um plano para que a Capa tivesse a repercussão esperada. Como ELLE é uma revista de moda altamente inovadora, o espelho foi apenas um reflexo disso. A grande estratégia da capa espelhada foi criar a primeira “SELFIE READY COVER“. Com todo mundo na capa. Mais do que uma capa espelhada, criaríamos um conteúdo de compartilhamento (mobile) mensurado via KPIs específicos e a hashtag #VocêNaCapa. Por ser uma revista que conversa também com as celebridades e ter muitos parceiros, embaixadores reforçaram esse storytelling e seus seguidores, engajados por seus influenciadores, foram impactados.

Além de reforçar a conversa da redação com os leitores da marca e aproximar as celebridades parceiras, a ação pretendia e conseguiu envolver todas as pessoas alcançadas via mídias sociais, sem contar os veículos de trade de moda e comportamento.

 

Resultado

A história se propagou organicamente. Como cada embaixador postou em um determinado momento dos primeiros dias que a revista chegou nas bancas, a hashtag foi se fortalecendo na primeira semana e até a celebridade americana Kim Kardashian fez parte da selfie cover.

 

NÚMEROS ON:

  • 395.853 é o total de interações que as fotos das influenciadoras receberam.
  • 8859 foi o total de menções durante todo o período, uma média de 260 menções por dia.
  • 100% das menções que continham as hashtags propostas foram positivas.
  • 50% das menções foram feitas no Instagram, trazendo ainda mais endosso para a marca.
  • 38 milhões é a estimativa de total de impactos gerados pela hashtag e pelas fotos das influenciadoras.

 

NÚMEROS OFF:

  • 65 veículos divulgando sobre a edição + Ju Romano
  • 14 veículos de trade divulgando a ação da capa
  • 771.202 pageviews do site da ELLE em um único mês (de jan a mai foram 954.725)
  • +17.5% crescimento de venda em bancas
  • + 28% crescimento de venda em varejo
  • +21% crescimento de venda AVULSAS
  • 1332 publicações de iPad vendidas
  • 3’ duração média da sessão no app ELLE TV